Fale Conosco

Notícias

Com gol no fim e sob vaias, Náutico fica apenas no empate diante do Caxias

Dez minutos. Esse foi o período de felicidade que o torcedor do Náutico teve neste domingo (9), nos Aflitos, no jogo da equipe diante do Caxias, pela Série C do Campeonato Brasileiro. Nesse intervalo de tempo, o Timbu tinha feito 1×0, com Paulo Sérgio. Antes, sofreu com vaias pelo rendimento ruim. Depois, ficou com um gosto amargo, mesmo com gol nos acréscimos, de ver o time apenas empatar em 2×2 com o Caxias. O resultado deixa os pernambucanos em 11º, com oito pontos, e coloca ainda mais pressão no técnico Mazola Júnior.




Com Thiago Lopes de titular, Mazola montou o Náutico para o jogo que poderia valer bem mais do que os três pontos na tabela. Pressionado no cargo após uma campanha irregular no início da Série C, o profissional teve uma semana conturbada, com direito à invasão de uma uniformizada ao Centro de Treinamento Wilson Campos para cobrar atletas, comissão técnica e diretoria.

O Náutico começou com mais volume de jogo e chegou bem em chutes de fora da área com Gustavo Maia e Paulo Sérgio. Porém, foi do Caxias a chance mais clara de abrir o placar no primeiro tempo. Aos 24 minutos, Emerson Martins recebeu ótimo passe pela esquerda, saiu na cara de Jeferson Romário, mas mandou por cima.

O goleiro Zé Carlos era o responsável por manter o 0x0 no placar. Após cruzamento na área, a cabeçada de Paulo Sérgio tinha endereço certo no gol, mas o camisa 1 espalmou para salvar os gaúchos.

Impaciência

A torcida do Náutico não esperou o fim do primeiro tempo para começar a cobrar os atletas com o empate momentâneo sem gols. O capitão e zagueiro Rafael Vaz e os meias Andrey e Thiago Lopes foram os mais criticados pelos alvirrubros. O técnico Mazola Júnior e o presidente do clube, Bruno Becker, também não foram poupados. 

O Náutico voltou do intervalo com duas modificações. Mazola sacou Andrey e Thiago Lopes – da lista dos mais vaiados – e botou Patrick Allan e Kauan. O gol para aliviar a tensão nos Aflitos veio logo aos dois minutos do segundo tempo. Arnaldo cruzou, a zaga do Caxias afastou, mas Paulo Sérgio

dominou bem e bateu no canto para fazer 1×0.

Quatro minutos depois, Kauan quase marcou um golaço. Aproveitando o abalo do Caxias com a desvantagem no placar, o atacante recebeu livre pelo meio e soltou a bomba. Zé Carlos se esticou para mandar a bola para escanteio.

Lei do ex

A “pane” do Caxias durou pouco e a lei do ex puniu o Náutico. Tomas Bastos puxou contra-ataque e tocou para Galvan. O atacante cruzou na medida e Álvaro, ex-jogador do Timbu, bateu na saída de Jeferson Romário para deixar tudo igual no Recife.

Nervoso, o Náutico passou a confundir pressa com velocidade. Mazola optou por tirar Arnaldo e improvisar o volante Marco Carvalho na lateral direita. No Caxias, Argel percebeu o crescimento dos gaúchos e colocou em campo Elyeser e Gabriel Silva.

Com pouco tempo em campo, Gabriel Silva mostrou o motivo de ter sido acionado. O atacante avançou pela esquerda, passou fácil pela marcação do Náutico e bateu forte para virar o placar. A derrota parecia certa, mas Gustavo Maia, em chute desviado no meio do caminho, salvou o Timbu da derrota, cravando o 2×2.

Série D

Pela Série D, o Petrolina perdeu por 2×0 para o CSE, no Juca Sampaio, e segue em sexto no Grupo A4, com oito pontos. Na mesma chave, o Retrô derrotou a Jacuipense por 3×1, na Arena de Pernambuco, terminando o fim de semana em terceiro, com 11.

O Retrô volta a campo na quarta, contra a Jacuipense, em Pituaçu. Na mesma data, o Petrolina volta a encarar o CSE, agora no Paulo Coelho.


Ficha técnica

Náutico 2

Jefferson Romário, Arnaldo (Marco Antônio), Iran, Rafael Vaz e Luiz Paulo(Luan); Sousa (Bruno Mezenga), Renato Alves e Andrey (Patrick Allan); Thiago Lopes (Kauan), Paulo Sérgio e Gustavo Maia. Técnico: Mazola Júnior


Caxias 2

Zé Carlos; Marcelo, Dirceu (Lucas), Lucas Cunha e Mendes; Barba (Geilson), Pedro Cuiabá, e Emerson Martins (Elyeser); Tomas Bastos, Álvaro (Vinicius Spaniol) e Galvan (Gabriel Silva). Técnico: Argel Fuchs

Local: Aflitos (Recife/PE)

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI). Assistentes: Marcio Iglesias Araujo Silva e Janystony Rabelo de Melo (ambos do PI)

Gols: Paulo Sérgio (ao um do 2ºT), Alvaro (aos 11 do 2ºT), Gabriel Silva (aos 28 do 2ºT) e Gustavo Maia (aos 45 do 2ºT)

Cartões amarelos: Sousa, Gustavo Maia (N); Lucas Cunha (C )

Público 4.566 torcedores

Renda R$  67.056,00


 

Veja também

Brasil fecha etapa do World Series de natação com 24 medalhas

Natação

Brasil fecha etapa do World Series de natação com 24 medalhas

Di María marca, Messi reaparece, e Argentina bate o Equador em amistoso para Copa América

Copa América

Di María marca, Messi reaparece, e Argentina bate o Equador em amistoso para Copa América

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *