Fale Conosco

Notícias

Concurso TJ SP é aberto com 572 vagas de escrevente; saiba tudo!

Saiu! O Tribunal de Justiça de São Paulo divulgou o edital do concurso TJ SP, com 572 vagas de escrevente técnico judiciário. A carreira tem como requisito o nível médio e conta com ganhos de R$6.043, mais benefícios.

As vagas do concurso do TJ de São Paulo são destinadas à comarca de São Paulo (capital) e às circunscrições judiciárias, que compõem as regiões administrativas judiciárias.

Desta forma, os candidatos inscritos irão concorrer por comarca ou circunscrição.

As inscrições estarão abertas a partir do dia 3 de junho, no site da Fundação Vunesp, banca organizadora.

Já as provas estão marcadas para 8 de setembro.

>A mentoria que vai transformar você em um candidato de elite no concurso do TJ SP: acesse AGORA!

O que você vai encontrar nesta matéria:

Cargos, vagas e requisitos

No total, o edital do concurso TJ SP oferta 572 vagas de escrevente, cargo que tem como requisito o nível médio de escolaridade.

As vagas são destinadas à comarca de São Paulo (capital) e às circunscrições judiciárias, que compõem as regiões administrativas judiciárias.

Desta forma, a concorrência é regional, ou seja, por comarca ou circunscrição.

São nove regiões do estado contempladas (2ª a 10ª circunscrições judiciárias). Das 572 oportunidades oferecidas, 300 são para a capital paulista.

Além de vagas para ampla concorrência, há reserva de vagas para negros, deficientes e indígenas.

>Vai fazer o concurso de escrevente do TJ SP? Estude AQUI!

Qual o salário do escrevente do TJ SP

O salário inicial do escrevente do TJ SP é de R$ 6.043,54, mais auxílios para alimentação, saúde e transporte. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O regime de contratação será o estatutário, que dá direito à estabilidade.

O que faz o escrevente do TJ SP

O escrevente do TJ SP é responsável por executar atividades relacionadas à organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico e administrativo às unidades do Tribunal de Justiça, dar andamento em processos judiciais e administrativos, atender ao público interno e externo, elaborar e conferir documentos, controlar a guarda do material de expediente, atualizar-se quanto à legislação pertinente à área de atuação e normas internas.

Como se inscrever no concurso TJ SP

Para se inscrever no concurso TJ SP, é necessário acessar o site da Fundação Vunesp, banca organizadora, no período de 3 de junho a 12 de julho.

A inscrição somente será homologada após o pagamento de uma taxa no valor de R$81.

Poderá solicitar redução de 50% do valor da taxa, os candidatos que se enquadrarem nas seguintes condições:

  • for estudante regularmente matriculado em uma das séries do ensino médio, custo pré-vestibular ou curso superior, em nível de graduação ou pós-graduação; ou
  • perceba remuneração mensal inferior a dois salários mínimos ou esteja desempregado.

O período de solicitação de redução do valor da taxa poderá ser feito entre os dias 3 e 5 de junho, no portal da banca Vunesp.

>Vai fazer o concurso de escrevente do TJ SP? Estude AQUI!

TJ SP divulga edital com 572 vagas para escrevente

(Foto: Antônio Carreta)

Etapas do concurso TJ SP

O concurso TJ SP para escrevente compreenderá provas objetiva e prática, ambas de caráter eliminatório e classificatório.

 A primeira etapa (prova objetiva) será aplicada no dia 8 de setembro e terá duração de cinco horas.

O que cai na prova objetiva

A prova objetiva será composta por 100 questões de múltipla escolha, distribuídas nos seguintes blocos:

Bloco I

  • Língua Portuguesa: 24 questões;

Bloco II

  • Conhecimentos de Direito (Penal, Processual Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria): 40 questões.

Bloco III

  • Atualidades: seis questões;
  • Matemática: seis questões;
  • Informática: 14 questões; e
  • Raciocínio Lógico: dez questões.

A prova objetiva será avaliada de zero a dez pontos, sendo os blocos I e II de caráter eliminatório (Português e Direito), onde o candidato deverá acertar, no mínimo, 50% das questões de cada bloco, além do caráter classificatório.

É importante destacar que os candidatos inscritos nas vagas reservadas às pessoas negras e com deficiência deverão alcançar a nota 20% inferior à nota de corte da lista geral na respectiva circunscrição judiciária ou da comarca da capital, para se classificarem para a prova prática de digitação.

Já o bloco III será apenas classificatório (Conhecimentos Gerais). Será considerado aprovado na objetiva quem obtiver nota final igual ou superior a cinco pontos, no conjunto dos três blocos.

>>>Participe agora do nosso Grupo do Telegram e fique por dentro das principais notícias do mundo dos concursos!

Prova prática

A prova prática será de digitação, a ser realizada da seguinte forma:

Digitação de um texto: cópia de texto impresso, com aproximadamente 1.800 (um mil e oitocentos) caracteres, em microcomputador do tipo PC com processador Intel ou similar, utilizando-se de software específico para uso na prova, em ambiente gráfico Microsoft Windows e teclado com configurações ABNT 2. 

Apenas serão convocados para esta etapa os aprovados com melhor classificação na prova objetiva, conforme os limites do edital.

Esta etapa terá valor máximo de dez ponto, sendo aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a cinco pontos.

Após a homologação, o concurso terá validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Perfil da banca Vunesp

As provas elaboradas pela Vunesp têm como característica marcante a cobrança direta da legislação pertinente aos temas abordados.

De acordo com a professora de Direito Penal do Qconcursos, Milena Sapienza, a banca enfatiza a “lei seca”, isto é, a legislação em sua forma literal, requerendo dos candidatos o conhecimento dos dispositivos legais.

As questões elaboradas pela Vunesp são conhecidas por sua clareza e objetividade, facilitando o entendimento por parte dos candidatos.

“O ponto alto da Vunesp é que as questões não são extremamente complexas, em que a gente se perde no próprio enunciado e não consegue nem entender o que examinador quer perguntar”, explica a professora Milena.

No entanto, a professora orienta estar atento às possíveis “pegadinhas”, estratégias utilizadas pelos examinadores para testar a atenção e o conhecimento dos candidatos.

Para se preparar para os concursos organizados pela Vunesp, é fundamental dedicar-se à leitura e interpretação da legislação pertinente, resolver questões anteriores da banca e fazer fichamentos para destacar as nuances e diferenças nos dispositivos legais.

 Conheça o perfil das bancas organizadoras dos concursos: baixe e-book gratuito!

Cronograma do concurso TJ SP

  • Início das inscrições: 03/06/2024
  • Término das inscrições: 12/07/2024
  • Vencimento do boleto bancário: 15/07/2024
  • Divulgação no site da VUNESP sobre o recebimento da inscrição e respectivo pagamento: três dias úteis após o pagamento do boleto
  • Data prevista para aplicação da prova objetiva: 08/09/2024
  • Data prevista para a divulgação do gabarito: 11/09/2024
  • Datas previstas para a prova prática: a definir
  • Data da divulgação do resultado final: a definir

Acelere sua aprovação! Baixe aqui o ebook de “Técnicas de estudos para concursos”, com dicas do diretor de Mentorias do Qconcursos, aprovado em 14 concursos públicos, Fernando Mesquita. Acesse gratuitamente!

Saiba como fazer um plano de estudo para o concurso TJ SP

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *