Fale Conosco

Notícias

Concurso TJ SP: sai edital com 572 vagas e iniciais de R$6 mil!

Saiu o edital do concurso TJ SP, com 572 vagas de escrevente. A carreira é destinada a quem tem o nível médio completo e conta com ganhos mensais de R$6.043, além de auxílios para alimentação, saúde e transporte.

O documento foi publicado no Diário Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo nesta quarta-feira, 22.

<ACESSE O EDITAL>

O concurso conta com reserva de vagas para negros, deficientes e indígenas. Já o regime de contratação dos selecionados será o estatutário, que dá direito à estabilidade, em jornada de 40 horas.

>Vai fazer o concurso de escrevente do TJ SP? Estude AQUI!

Saiba tudo sobre o edital do TJ SP!

Concurso TJ SP terá inscrições abertas em junho

As vagas do concurso TJ SP são destinadas à comarca de São Paulo (capital) e às circunscrições judiciárias, que compõem as regiões administrativas judiciárias.

Desta forma, a concorrência é regional, ou seja, por comarca ou circunscrição.

São nove regiões do estado contempladas (2ª a 10ª circunscrições judiciárias). Das 572 oportunidades oferecidas, 300 são para a capital paulista.

As inscrições serão aceitas no site da Fundação Vunesp, banca organizadora, de 3 de junho a 12 de julho. Para garantir a participação, o candidato deverá pagar uma taxa de R$81.

Conforme indicado no edital, haverá redução de 50% do valor da taxa, para os candidatos que se enquadrarem nas seguintes condições:

  • for estudante regularmente matriculado em uma das séries do ensino médio, custo pré-vestibular ou curso superior, em nível de graduação ou pós-graduação; ou
  • perceba remuneração mensal inferior a dois salários mínimos ou esteja desempregado.

O período de solicitação de redução do valor da taxa poderá ser feito entre os dias 3 e 5 de junho, portal da banca Vunesp.

>> Quer se preparar para o concurso TJ SP? Então inicie agora com o cupom exclusivo CURSO10

TJ SP divulga edital com 572 vagas para escrevente

(Foto: Antônio Carreta)

Concurso TJ SP terá provas objetiva e prática

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva e prática. A avaliação de múltipla escolha, com 100 questões, está marcada para 8 de setembro.

O exame terá questões sobre Língua Portuguesa (24), Conhecimentos de Direito (40), sendo eles: Penal, Processual Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria.

Além de Conhecimento Gerais (36), incluindo Atualidades (seis), Matemática (seis), Informática (14) e Raciocínio Lógico (dez).

A prova objetiva será avaliada de zero a dez pontos, sendo os blocos I e II de caráter eliminatório (Português e Direito), onde o candidato deverá acertar, no mínimo, 50% das questões de cada bloco, além do caráter classificatório.

É importante destacar que os candidatos inscritos nas vagas reservadas às pessoas negras e com deficiência deverão alcançar a nota 20% inferior à nota de corte da lista geral na respectiva circunscrição judiciária ou da comarca da capital, para se classificarem para a prova prática de digitação.

Já o bloco III será apenas classificatório (Conhecimentos Gerais). Será considerado aprovado na objetiva quem obtiver nota final igual ou superior a cinco pontos, no conjunto dos três blocos.

>>>Participe agora do nosso Grupo do Telegram e fique por dentro das principais notícias do mundo dos concursos!

A prova prática será de digitação. Apenas serão convocados para esta etapa os aprovados com melhor classificação na prova objetiva, conforme os limites do edital.

Após a homologação, o concurso terá validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

>Vai fazer o concurso de escrevente do TJ SP? Estude AQUI!

Colaborou nesta matéria: Mateus Melis

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *