Fale Conosco

Notícias

Grêmio avança para próxima fase da Libertadores e enfrentará o Fluminense

Libertadores será paralisada para a Copa América e só volta a partir de 13 de agosto. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O Grêmio empatou no sábado com o Estudiantes em 1 a 1, em Curitiba, no seu último jogo na fase de grupos da Libertadores. Com o resultado, o clube gaúcho terminou na segunda posição da chave C e classificado para as oitavas de final, onde enfrentará o Fluminense. Vale lembrar que a competição será paralisada para a Copa América, retornando em 13 de agosto.

Mesmo eliminado, o Estudiantes não facilitou a vida do Grêmio e foi para cima nos primeiros minutos. Logo com seis minutos de jogo, os argentinos ficaram reclamando de um pênalti em Correa. O árbitro, no entanto, não viu irregularidade.

Aos poucos, o tricolor gaúcho foi entrando na partida e criou a melhor chance aos 19, quando Diego Costa deu um passe de letra para Dodi, que acabou abafado por Mansilla. Já no fim, aos 39, o time argentino assustou na cabeçada para fora de Romero após cobrança de escanteio.

Empurrado pela torcida, o Grêmio voltou melhor para o 2º tempo e precisou de dois minutos para largar na frente. No lance, Diego Costa tocou para Cristaldo chutar na saída do goleiro e fazer 1 a 0. Apesar do gol, os gremistas ganharam uma preocupação para a sequência da temporada. Diego Costa caiu no gramado com a mão na virilha após uma dividida e teve que ser substituído por JP Galvão, aos 7.

O tricolor gaúcho sentiu a ausência do atacante e viu o Estudiantes equilibrar o jogo. Aos 37, Sosa cobrou escanteio na segunda trave, Méndez ganhou da marcação e cabeceou para deixar tudo igual em Curitiba.

Após a partida, o técnico Renato Portaluppi falou em coletiva de imprensa sobre o confronto e a falha na busca pelo primeiro lugar.

“O grupo está de parabéns por conseguir a classificação, quando muitos não acreditavam. A gente fez de tudo, não jogamos bem hoje. A gente tentou buscar o primeiro lugar, não conseguimos. Ninguém pode falar que o jogo contra o Fluminense vai ser mais difícil que o Peñarol ou vice-versa. Eu acho que em uma Libertadores não tem jogo fácil. No momento em que você classifica qualquer adversário é muito difícil. Então é difícil você querer escolher adversário”, relatou.

Menos um brasileiro

Ainda sobre o jogo contra o Fluminense na próxima fase, Renato lamentou que um clube brasileiro será eliminado.

“É mais um brasileiro que vai ficar pelo caminho. O Fluminense é o atual campeão, tem uma grande equipe. Teremos que decidir com eles provavelmente no Maracanã. Agora, a gente volta a jogar a Libertadores em agosto. Até lá, tem muita coisa para acontecer tanto para o nosso lado quanto para o Fluminense. É um clássico do futebol brasileiro, infelizmente um vai ficar pelo caminho”, afirmou.

Recorde de público

Mesmo longe de Porto Alegre, o Grêmio contou com o apoio de 32,5 mil torcedores no Couto Pereira, em Curitiba, e quebrou o recorde de público no estádio em 2024. O maior registro na temporada até então havia sido na vitória do Paraná sobre o Apucarana, dia 11 de maio, quando 23.715 pessoas estiveram presentes. Na retomada do Tricolor quase havia superado o número. A partida contra o The Strongest contou com 23.004 torcedores.

Próximo jogo

O Grêmio retorna a campo nesta quinta-feira (13), às 20h, contra o Flamengo, no Maracanã, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.