Fale Conosco

Notícias

Vale a pena comprar ar-condicionado portátil?

Com a onda de calor intenso do final de 2023 no Brasil, já vimos algumas temperaturas quentes demais para o corpo humano. Ou seja, um ar-condicionado pode ser uma boa solução. Mas nem todo mundo pode instalar um aparelho em casa, e um ar-condicionado portátil fica como opção.

Ar-condicionado portátil: vale a pena?

Sim, desde que você entenda como ele funciona e realmente não possa instalar um ar-condicionado fixo. A grande vantagem dos modelos considerados portáteis é a facilidade de instalação, que dispensa obras em sua casa. Ou seja, se você mora de aluguel, por exemplo, pode levar consigo quando se mudar.

Continua após a publicidade

Porém, é bom ter em mente que eles são menos eficientes que os modelos fixos. Em outras palavras, gastam mais energia para resfriar uma área menor. Ainda são muito melhores que um ventilador ou um climatizador em termos de reduzir temperaturas do local, é claro. Mas, se você puder instalar um ar-condicionado fixo, é mais indicado.

Vantagens e desvantagens

O ar-condicionado portátil tem vantagens e desvantagens em relação aos modelos split, que são os mais comuns do mercado atualmente. Além da maior facilidade de instalação e possibilidade até mesmo de trocar de ambiente, tem o preço final, geralmente mais em conta. Mas o portátil é menos eficiente que o ar-condicionado fixo.

Continua após a publicidade

Vantagens

Como já mencionei, o ar-condicionado portátil é mais fácil de instalar que um ar-condicionado fixo — seja ele split, de duto ou de parede. Não há necessidade de quebrar parede ou fazer adaptações na casa: é só ligar o aparelho na tomada, levar o tubo flexível até a janela e fechar a fresta com as placas de vedação que acompanham o produto na caixa.

E isso leva à segunda grande vantagem: mobilidade. Você pode levar o ar-condicionado portátil para outros ambientes da casa, ou para outra casa. Porém, é bom ter em mente que os aparelhos são pesados e devem ser transportados sempre em pé. Apesar de serem portáteis, não são tão fáceis de movimentar.

Continua após a publicidade

Outra questão é o preço, geralmente menor do que o de um ar-condicionado split. Não pelo valor que você paga ao comprar o aparelho, mas sim o total. Como não há necessidade de adaptação na sua casa, não há custos de instalação.

Desvantagens

Como tudo na vida, o ar-condicionado portátil também tem algumas desvantagens comparado aos modelos fixos. Entre elas está a menor eficiência, ou seja, ele demora um pouco mais para resfriar o ambiente. E isso comparando modelos com a mesma potência. Essa eficiência reflete também no consumo de energia, que é maior.

Outra questão é o barulho. Como o condensador fica na parte de dentro da casa, o ar-condicionado portátil faz mais ruído que um split. Além disso, ele precisa ficar mais próximo para você sentir o efeito, o que piora a questão do barulho.

Continua após a publicidade

Por fim, apesar de ser portátil, não dá para instalar o aparelho em qualquer lugar do ambiente. Ele precisa ficar tão próximo de uma janela quanto o tubo extensor permitir. Senão, você vai resfriar o ambiente e jogar o ar quente de volta para o mesmo cômodo. E aí não vai adiantar nada.

Como funciona um ar-condicionado portátil

O ar-condicionado portátil funciona, basicamente, da mesma maneira que um modelo fixo. A diferença é um aparelho de peça única, com um condensador e um evaporador na mesma unidade. Ele capta o ar quente do ambiente, resfria, e devolve para reduzir a temperatura do local. E sua instalação é mais simples, e é possível até trocá-lo de ambiente.

Continua após a publicidade

Para soltar o ar quente do lado de fora, o ar-condicionado portátil possui um tubo flexível. Você pode colocá-lo em uma porta ou uma janela, usando uma régua de vedação para fechar e evitar que o ar quente de fora atrapalhe o resfriamento.

Assim como todo ar-condicionado, os portáteis também acumulam água por conta do condensador. Para isso, os modelos mais novos possuem um reservatório interno, que deve ser esvaziado de vez em quando. Modelos mais antigos possuem um segundo reservatório de água, que é necessário para seu funcionamento.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *